FALE CONOSCO    |  CADASTRO     

Descoberta de Novo Naufrágio em Arraial do Cabo

Um novo Naufrágio, ainda não identificado, foi descoberto em Arraial do Cabo.

A descoberta aconteceu durante um treinamento de curso tek 1 do instrutor Marcus Werneck, que há uma semana vinha ministrando o curso com a operadora P.L.Divers, sob a responsabilidade do sócio-proprietário e também instrutor Master de mergulho, Paulo Lopes de Oliveira. Também participavam do curso Rafael Esteves e Fabio Jacon da Captain Dive.

Com o objetivo de conclusão do curso tek 1, o instrutor Marcus Werneck solicitou ao Paulo Lopes um ponto de mergulho que tivesse a profundidade de 50 metros. O Paulo Lopes, então, teve a idéia de levar a equipe à marca fornecida a ele por um amigo, o Gilberto Ohoishi, que soube por amigos pescadores que poderia haver um naufrágio por ali.

Paulo decidiu tentar encontrar esse naufrágio, pela segunda vez, pois já havia tentado encontrá-lo quando estava, ele mesmo, fazendo o curso tek sob a responsabilidade do instrutor João Paulo, o Jhonny.

A descoberta

O grupo chegou ao local do mergulho as 09:40 da manhã onde o Gilberto Ohoishi já estava esperando fundeado com o seu barco sobre o ponto do provável naufrágio.

 

Iniciando o mergulho, projetado para 50 metros (30 minutos usando Trimix 21/35 e EAN 50 para deco), a descida ocorreu tranquilamente até os 47 metros onde avistaram o bico de proa e para surpresa do grupo, o casco do naufrágio estava inteiro. A visibilidade era de 2 metros no máximo. Colocaram então a carretilha primária e começaram a vasculhar todo o naufrágio.

Não foi visto muita coisa no 1° dia, então, o Paulo Lopes decidiu voltar ao naufrágio novamente com sua equipe.

Antes, porém, de voltar ao Naufrágio, Paulo Lopes entrou em contato com o Maurício Carvalho (do site naufrágiosdobrasil.com.br ) e com o Rodrigo Colucci (da Decostop) para divulgar a descoberta.

Na segunda operação de mergulho, com o mesmo equipamento e planejamento da primeira operação, faziam parte da equipe o Paulo Lopes, Dimitri Praet, Gilberto Ohoishi e a equipe de apoio da PL Divers (Frederico Quintanilha) que ficou no barco.

Desta vez, conseguiram ver um pequeno guindaste caído a bombordo da proa, uma caldeira chapeada com parafusos, correntes presas ao suposto guindaste que seguia até a popa.

 

Um dos mergulhadores notou um bico de proa na vertical com aproximadamente 50 cm de altura. A embarcação tem aproximadamente 3 metros de altura e encontra-se sem o casario.

Algumas fotos foram tiradas, mas não foram suficientes para a identificação do naufrágio.

Uma nova operação está montada para se descobrir novos detalhes que possam contribuir para a identificação da embarcação. Venha mergulhar conosco!